Burlas Musicais em Portugal

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Burlas Musicais em Portugal

Mensagem por barollo em Ter Fev 16 2016, 09:16

Em resposta ao grupo das Burlas Musicais em Portugal ter sido "destruído" pelo Facebook, aqui vai um tópico para divulgação dos "calotes" mais famosos do burgo.

Começo eu a publicar a minha experiência com o Paulo das Neves.

"O "PAULO DAS NEVES"

Ora bem, a minha história com ele é bem mais simples: começou há cerca de 3-4 meses com uma guitarra que tinha à venda. Ligou-me porque estava interessado em experimentar, fui até sua casa, sempre muito simpático e encantador, sem razões de queixa. Um verdadeiro "gentleman". Desde cedo, falou-me do seu passado - precisamente o que está descrito pelo André Conceição no grupo das Burlas Musicais no FB: músico backup dos GNR, ligação pessoal a Rui Reininho, tocou com os Oasis e Gene Loves Jezebel, trabalhou em Abbey Road, etc etc, e advogado em part time na British Airways, entre bandas de originais e de tributos, experiente em palcos nacionais e internacionais...
A ligação foi-se fazendo através de alguns telefonemas e via Facebook, conversa de circunstância apenas. Até que chegou o dia em que me convidou para uma banda  de tributo aos Rolling Stones. A ideia agradou-me, quanto mais não fosse porque poderia tocar mais do que faço, aprender técnicas e sons novos e ganhar alguns euros com isso. Concertos com cachets a rondar os 1250 até aos 2000 euros, fora as depesas?!? UAU!
A hipótese de ganhar cerca de 200 a 300 euros por concerto confesso que foi a mais aliciante. Chegava enfim a altura de o investimento em tempo e em dinheiro finalmente compensar alguma coisa!
A formação estava fechada e começámos a ensaiar. Primeiro em casa do paulo, para preparar os temas, (afinal eram cerca de 20 que tinhamos de preparar) e iriamos ensaiar em grupo cerca de 8 por ensaio, pois os primeiros concertos estavam à porta: 1 de Agosto, Festa da Cerveja em Gondomar. Dia 26 na Covilhã. E Fórum Almada a 4 de Setembro. No entanto, não havia grande pressa, mas era preciso tocar bem. "Sabes que conheci o Keith Richards? Ofereceu-me este anel com a caveira. Foi-me oferecido por ele!", dizia. "Uma vez conheci pessoalmente o Paul McCartney!" afirmava. E então fomo-nos encontrando à tarde em casa dele, para ensaiar os temas; fomos preparando, entre mudanças de alinhamento, cerca de 12 temas sem grande esforço, no entanto muito tinha de ser trabalho de casa. Por vezes era preciso boleia: era preciso ir buscar uma guitarra aos CTT, outra ir a um luthier, outra ir ao Stop, ir para os ensaios, "eu não tenho carro", dizia. Outras para ir comprar uma guitarra que fazia falta, de modo a mostrar "rigor com o material" com a banda a que fazemos tributo, ou um pedal, entre outras coisas.
Com a banda fiz 3 ensaios - entre o trabalho e ocupações de cada um, o tempo livre era escasso - mas a tendência seria sempre aumentar o número de ensaios com a aproximação das datas. O pessoal era 5 estrelas e sem nada a apontar, tudo concentrado nas datas marcadas para actuar ao vivo e fazer boa figura.  
Tirei uma semana de férias e trocava mensagens com ele regularmente. Às vezes ele precisava de dinheiro para pagar as contas  ao fim do mês, "não queres ficar com a Fender Sonoran e dás-me 200 euros? Para eu poder pagar a renda... e depois quando vier a tua guitarra a gente faz contas..." Recusei, como era óbvio, não me sentia bem a fazer isto. Entretanto, tive alguns amigos que me foram alertando para o passado do jp, e não fazia caso. Até que depois de um telefonema mais inflamado de um bom amigo meu, que me chamou a atenção para a existência deste grupo, é que fiquei preocupado. Seria tudo mentira? E os concertos, existiam? Teríamos mesmo manager? E para quê tudo isto?! As coisas começaram a não fazer sentido.
Daí que resolvi confrontá-lo com a existência dos concertos. Queria mais informações: condições, horas de encontro, quando íamos, carros alugados?, como levar o material, etc. E aquilo que no inicio da conversa era "tranquilo, só tens de tocar bem, o resto não interessa, tu és músico e essa parte de organização não é importante..." passou, com a minha insistência, a ser "sabes? Não acredito que o concerto de Gondomar vá existir. Não contes com isso..." E a Covilhã?! "Ah, esse foi marcado com o Presidente da Câmara! Está seguro!". Comecei a achar isto estranho. Passado uns minutos, liga-me: "Sabes? Falei com o manager e afinal o único que devemos contar é o de Almada. Não é uma boa?" dizia-me, "assim temos tempo para preparar tudo..."!!!! E pôs-se a ler o mail que lhe tinham enviado de Almada com as condições, etc. "Manda isso para o pessoal ver!" dizia eu "Não é necessário, o pessoal tem é que saber tocar as músicas, e bem, sem enganos, temos de fazer boa figura"... blá blá blá....
No fim deste telefonema, decidi sair. Andava a investir ou a perder tempo?! Então estava tudo marcado e de repente nada existia?!!? E depois ainda para mais com o que tinha lido no grupo... não, algo não batia certo. E isto chegava-me para perceber que afinal de oportunidade, tinha muito pouco; e que poderia ter mais chatices do que estava à espera.
No dia seguinte, informei-o que queria sair da banda. Não tinha cabeça, problemas pessoais, enfim, não dava. Sem stress. Afinal o ensaio seguinte não se realizou e resolveu-se conversar. Fiz a minha despedida. Adeus a todos. No entanto, não me sentia bem sem divulgar aos restantes membros porque tinha saído definitivamente. Para meu espanto, havia alguns  que já tinham ouvido falar desses rumores, mas que resolveram continuar após o confrontarem; mas por outro lado, quem não sabia, também achou melhor não continuar. Entrei em contacto com o Nuno Manuel Forte, que se mostrou disponível para tirar as minhas dúvidas, mas também ele ficou preocupado com alguns aspectos: ele não era "manager" da banda, apenas o paulo lhe tinha pedido ajuda para marcar uns concertos, nada de mais; aliás, todo o contacto tinha sido telefónico e um encontro fugaz há uns meses em Massamá, onde o jp tinha um estúdio (alegadamente "roubado", que não foi...). Primeiro era preciso conhecer a banda, ver um ensaio e/ou concerto para avançar para o agenciamento, entre outras coisas. Tudo aquilo que existia era uma pequena contribuição... longe, portanto, do "management"!
Pus-me em contacto com várias pessoas relacionadas com as acusações que ele é alvo, e o que está descrito é apenas a "ponta do iceberg" de um indivíduo manipulador e perigoso, capaz de ir até ao fim na sua loucura. Bastou-me ler os mails que trocou com a RP do Hard Rock Café em Lisboa e com pessoas a quem deve dinheiro. E como esses mails, muitos existem, assim como SMS's e demais cartas. Ele diz sempre que é "alvo de difamação, vou meter processos a esses tipos, é tudo mentira!" mas depois descai-se com "sabes? É tudo raia miúda; eu sou um gajo profissional, habituado a trabalhar com os melhores, como o Rui Reininho!", como afirmou ao baixista na altura.
Não consigo ver nenhuma informação ou foto dele com o Rui Reininho nem com os GNR, nem na internet nem em lado nenhum.  Abbey Road nunca ouviu sequer falar dele - há provas disso. Nem Oasis, nem Gene Loves Jezebel... tudo o que existe é um albúm editado como Spray e a banda de tributo aos U2, "Lemon", em que curiosamente 99% são fotos e informações dele.
Ah, minto! Tem uma foto com o Rui Reininho, e com o Sérgio Castro dos "Trabalhadores do Comércio" e mais uma carrada de pessoas, em cima do palco. Nada mais... Até a questão do ser advogado em "part-time" para a British Airways. Será? Não vejo informação nenhuma acerca disso, e para quem é advogado, não me lembro de ter visto nenhum livro de Direito no seu apartamento.
Paul McCartney? Keith Richards? David Bowie? Amália Rodrigues? Simone de Oliveira? (curiosamente, estas duas senhoras tratavam-no por "querido", enquanto o convidavam para um chá de vinho tinto por volta da meia noite, depois de estar a gravar em estúdio há uns anos em Lisboa!) Pois...
De resto, ele mandou-me mensagens através do Facebook a mostrar o seu desagrado com esta situação, que reproduzo na íntegra: "Foi muito feio o que tu fizeste. Se precisares de saber alguma coisa, pergunta, não incomodes quem quer trabalhar. Aqui não há espaço para megalomanias, caro Ricardo...naturalmente, se quiseres contratar a banda para algo, entao terias que dizer isso ao senhor Nuno Manuel Forte, e não contos e ditos que só te ficam mal. Podias ter sido honesto. Nunca te fiz mal nenhum e merecia-te isso. Shame on you..."
"...continuas a achar bem andares a contar as tretas da praxe a toda a gente?!? Peço mais uma vez que reflitas e analisa se te mereço isso. Penso que nunca te prometi nada, nem a ninguem, que não tenha cumprido........mas daqui em diante, é contigo e com a tua consciência que tens que te entender...ou enato, "go with the flow" como os cromos que andam lá na famosa pagina.."
De facto, ele nunca me fez mal nenhum; não me deve dinheiro nenhum porque nunca lho emprestei, e a única coisa que lhe comprei foi uma "soft case" para uma guitarra. Tudo impecável.
Mas daí até ter prometido e ter cumprido, vai uma grande diferença. Que concertos? Que cachets? Que palcos? Ou seja, tudo uma mão cheia de nada! Porque TEMPO, esse perdi-o a potes. Em idas e vindas comigo como "chauffeur", qual "Driving Miss Daisy", entre cafés (ou seja, pingos com leite frio!) e tabaco a rodos, para no final não existir NADA! Ou para ser, como ele refere - completamente "honesto" - muito pouco: um concerto marcado em Almada a 4 de Setembro...
Serve este testemunho para informar e alertar todos os demais, ou seja, para "incomodar"  "quem quer trabalhar". No mínimo, duvidem deste tipo; onde há fumo há fogo, já diz o povo, e são problemas a mais para serem "tretas da praxe". Muito se fala e se escreve acerca desta "personagem" e desconfio que ainda se falará mais nos próximos tempos. Ultimamente, até guitarras deixa em luthiers e não as vai buscar; e para adensar o rol de burlas de que é acusado, ainda não pagou a "Keef One" que encomendou a um imigrante radicado em França!
Depois de Coimbra e de Lisboa, agora está no Porto... resta saber até quando."


Última edição por barollo em Qui Abr 14 2016, 20:07, editado 1 vez(es)
avatar
barollo
Guitar Hero

Post Count : 1622
Idade : 38
Localização : Porto
Guitarra : Fender USA Telecaster Deluxe '10; Fender USA Stratocaster Deluxe '99; Fender Stratocaster USA Blackie '04; Gibson Les Paul BFG '07; Gibson Les Paul Standard '04; Gibson Les Paul Std '95; Gibson Les Paul Classic 1960 '92; Gibson SG Standard '95; Martin D1-E '09; Takamine FP400SC '93.
Guitarrista : Indefinido
Data de inscrição : 05/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Burlas Musicais em Portugal

Mensagem por Slider56 em Ter Fev 16 2016, 10:17

Infelizmente fura-vidas deste género sempre houve e haverá.Aldrabam aqui,ganham tempo ali,e vão-se safando enquanto ninguém os apanha em flagrante e os confronta.Depois mudam de lugar e muitas vezes assumem novas indentidades,mas os esquemas repetem-se invariávelmente.

Nunca tive problemas com gente desta porque sou mesmo muito cauteloso com o que compro/vendo e sem haver possibilidades de verificar os artigos ao vivo,no way...!

Nos tempos que correm,se a malta não se prevenir e informar,podem muito bem caírem numa treta qualquer.Lixem-se para as aparências e jogem SEMPRE pelo seguro! Neutral


Última edição por Slider56 em Ter Fev 16 2016, 15:05, editado 1 vez(es)

_________________
http://www.oficinadaguitarra.com/

Is baile ina bhfuil an croí...
Gura slán an scérlai
avatar
Slider56
ADMINISTRADOR

Post Count : 11131
Idade : 61
Localização : Almada City and suburbs...
Guitarra : Quite a lot!!!
Guitarrista : Vocal/Ritmo
Data de inscrição : 29/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Burlas Musicais em Portugal

Mensagem por PedroGRock em Ter Fev 16 2016, 10:53

Agora que li o teu texto, recordo me de ter lido algo semelhante no grupo do face. Mas esse"coitado" que foi apanhado na rede, se bem me lembro acabou por perder algum dinheiro. Banda de originais, gravou baterias (era baterista se bem me lembro) e gravou também guitarras e baixos.

Gente dessa merece apodrecer na rua, sem acesso a nada. nem a prisão lhe desejo, que lá eles tem tudo, até acesso ao facebook. fora a caminha, roupa lavada, pequeno almoço, almoço e jantar e afins. Não quero os meus impostos a sustentar esse tipo de gente. Por essas e por outras é que bandas, só entro se conhecer alguém na banda, ou se forem conhecidos de músicos com quem me dou.

Se calhar se viessem ter comigo, e me oferecessem 300€ por concerto, também pensava duas vezes.

Por acaso um amigo meu entrou para uma banda de um gajo que não conhecia de lado nenhum, simplesmente sabia que ele tocava com um guitarrista conhecido no panorama do metal português.
Mas também não chegou ao pé dele a oferecer lhe cachets exorbitantes.
Nem que conhecia este e aquele sem ter provas. efectivamente existem provas de quem ele conhece e toca mesmo com quem diz tocar.

Voltando a este Paulo das Neves (e outros tantos que por ai existem, infelizmente), é espalhar este tipo de informação pelo máximo de sítios possíveis, para que situações destas não se voltem a repetir.

Eu não sei, se até eu, não me livrei de uma destas há uns tempos para um tributo.. Por razões que não importam, acabei por abandonar o projecto ainda em altura de ensaios/formação.
Mas aquela malta não me inspirava muita confiança. Dos 4 ensaios que fiz, em nenhum o baterista apareceu, nunca podia. Os 3 primeiros foram apenas com guitarra (eu), baixo e voz. No 4º já havia teclista, mas era um gajo que queria tocar tudo e mais alguma coisa e não dava uma pa caixa nas teclas. Nunca tive provas que aquilo era alguma coisa menos boa, mas nunca me inspirou muita confiança.


Entretanto, posso deixar também aqui um testemunho meu, não de burla, mas de muita falta de profissionalismo para comigo.

Neste caso vou falar em nomes para terem cuidado e não serem comidos, e principalmente, desrespeitados como eu fui.

Trata-se de uma banda de baile, que nos anúncios que tinha na net a procurar guitarrista, dizia de ser de média/grande dimensão. Vá, ficava-se pela média dimensão.

A banda em questão é a Banda Prestige, da zona de Loures, mais especificamente, Santo Antão do Tojal.

Respondi ao anuncio, pois mesmo que recebesse 50€ por concerto, já ganhava umas guitas porreiras no verão.
Desloquei me até a casa dos donos, onde também era o local de ensaios, e falamos e chegamos a acordo.
Cachets entre 50 a 80€, dependendo de onde era o concerto.

Razão da procura de novo guitarrista, iam mandar o outro embora porque ele tinha falta de disponibilidade. Já tinham falado com ele e estava tudo tranquilo, sem remorsos. Eu iria tocar nas duas próximas actuaçoes, mas ele ia estar presente também para assegurar tudo. Visto que a minha primeira actuação iria ser dali a 1 mes.

Comecei de tirar musicas, noites perdidas para tirar tudo ao pormenor.
Ok, primeiro ensaio e apercebo-me que o outro guitarrista não sabia coisa nenhuma que ia embora. O meu pensamento foi "fod@se, tão a ser fdds para ele. Mas não estou nem ai, o problema não é meu, deixa me fazer o meu trabalho"

Entretanto, foi exigido a compra de uma pedaleira porque sons isto e aquilo, só com uma pedaleira é que se consegue os sons iguais e bla bla bla. Claro que disse logo que não o iria fazer,porque tinha cerca de 2000€ em material e não fazia sentido essa compra, pois conseguia ir buscar os sons na mesma, precisava apenas de adquirir um ou dois pedais.

Entretanto recebo uma sms dos donos da banda a dizer que achavam melhor, que eu estudasse bem as musicas em casa e só fosse ensaiar quando soubesse as musicas todas. Eu na minha ingenuidade, disse que ok, tudo bem (fui burro). cerca de 2 semanas depois, entrei em contacto com eles a informar que já sabia as musicas todas e a perguntar quando seria o próximo ensaio
Resposta: Ok Pedro, em principio vai haver ensaio dia X, mas eu depois confirmo te. Nunca me confirmaram nada, até que decidi entrar em contacto a perguntar quando seriam os ensaios a qual obtive a seguinte resposta

"Boa tarde Pedro, como nunca mais disseste nada, achamos que já não estavas interessado em continuar na banda e arranjamos um guitarrista para te substituir, desculpa, mas foi o que achamos"
Claro que liguei logo para esclarecer tudo, não para fazer choradinho para mandarem o outro embora e eu voltar, mas sim para deixar tudo em pratos limpos e eu não sair mal visto da cena.

Entretanto toda a actividade da banda ia aparecendo no meu feed do face e no inicio verão, o baixista já era outro, assim como o vocalista. No fim do verão apenas a Vocalista, teclista (que são marido e mulher e donos da banda) e baterista se mantinham.

Resumindo, perdi tempo a tirar cerca de 60 musicas, gastei gasóleo para os ensaios e ainda queriam que gastasse dinheiro em equipamento novo.


Malta mais inexperiente nestas andanças, desconfiem sempre se não conhecerem os supostos musicos
avatar
PedroGRock
Guitarrista viciado

Post Count : 862
Idade : 27
Localização : Por ai, ou por aqui
Guitarra : afinada
Guitarrista : Indefinido
Data de inscrição : 01/05/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Burlas Musicais em Portugal

Mensagem por barollo em Ter Fev 16 2016, 11:04

Que duas bestas! A gozar com as pessoas...

Era um belo "apertão" a esse casalinho um dia destes... parvalhões!

Relativamente à criatura, estás enganado: ele não gravou nada, nem baterias, nem guitarras, nem baixos. Pôs gente convidada a fazer isso por ele porque ele toca guitarra (e mal!), com a promessa de cachets e concerto, etc etc etc.
Relativamente a essa "fase", vou pedir permissão ao André Conceição para divulgar o texto dele aqui no grupo; se ele o permitir, é só ler, está tudo explicadinho. Wink
avatar
barollo
Guitar Hero

Post Count : 1622
Idade : 38
Localização : Porto
Guitarra : Fender USA Telecaster Deluxe '10; Fender USA Stratocaster Deluxe '99; Fender Stratocaster USA Blackie '04; Gibson Les Paul BFG '07; Gibson Les Paul Standard '04; Gibson Les Paul Std '95; Gibson Les Paul Classic 1960 '92; Gibson SG Standard '95; Martin D1-E '09; Takamine FP400SC '93.
Guitarrista : Indefinido
Data de inscrição : 05/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Burlas Musicais em Portugal

Mensagem por PedroGRock em Ter Fev 16 2016, 12:12

era isso que eu estava a dizer barollo, esse tal Paulo, nao gravou nada, devo me ter explicado mal.

no ano passado essa banda veio tocar a terra onde vivo, mas para evitar problemas, não meti lá os pés. Um gajo já sabe como é, está a porta de casa, vai a pé, uma cerveja aqui, outra ali e de repente pode tropeçar num cabo e é chato. Ainda me aleijava e não me apetecia muito Evil or Very Mad
avatar
PedroGRock
Guitarrista viciado

Post Count : 862
Idade : 27
Localização : Por ai, ou por aqui
Guitarra : afinada
Guitarrista : Indefinido
Data de inscrição : 01/05/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Burlas Musicais em Portugal

Mensagem por barollo em Ter Fev 16 2016, 12:48

Remeto, com autorização do autor, o texto que ele tinha publicado no grupo de Facebook.

"Nome: Paulo das Neves aka João Paulo das Neves aka Paul de Stael
Data: de Julho a Dezembro de 2013
Perfil do burlão no FB:
https://www.facebook.com/paulodasneves01

Este senhor enganou-me durante praticamente 6 meses.
Este post serve para alertar futuros músicos que ele aborde, para que não percam tempo e dinheiro, como eu perdi.

O sr. Paulo das Neves (que também usa os nomes Paulo Neves, Paul de Stael, ou no OLX, José Diogo Infante) abordou-me em Julho de 2013 convidando-me para integrar a banda dele, os Electric Blue.
Desde início que me aliciou com um contracto com a EMI UK e distribuição global do disco com a Parlophone.
Segundo ele, a banda Electric Blue tinha assinado um contracto com esta editora, e havia até já datas previstas em Londres e no Japão.

O cachet foi acordado na primeira reunião: 300 euros em Portugal, 1000 euros no estrangeiro, por concerto.
A contra partida era gravar o disco (as baterias apenas) sem cobrar, porque “iria receber depois em dinheiro de concertos” e até me falou, passo a citar, “no final do ano menos de 7500 euros cada um é impensável, dadas as datas que já temos asseguradas pela editora”.

Além disso, segundo ele, tinha tocado nos GNR durante anos, e em Inglaterra tocou também nos Gene Loves Jezebel e foi guitarrista backup ao vivo dos Oasis.
Estes foram argumentos que me convenceram que seria um gajo com alguns contactos porreiros na música e que a coisa tinha tudo para correr bem.
Não podia estar mais enganado...

Dadas as condições (algumas comprovadas por mails que, mais tarde vim a saber, que eram falsos...) aceitei a proposta.

Os meses que se seguiram serviram para:

- gravar 15 faixas em bateria para o disco dos Electric Blue
- gravar 3 faixas em guitarra para o mesmo disco (nem guitarra o gajo toca como deve ser, é uma tristeza...). A desculpa do “pá, gravas as guitarras, só como guias, que eu depois substituo” não passou mesmo disso, de uma desculpa. É “tão bom, tão bom”, que foi preciso um baterista gravar-lhe as guitarras do disco...
- escrever um tema na íntegra (música e letra) para possível single
- gravar coros e co-produzir muitos dos temas gravados
- fazer 3 concertos (a que ele chamou, inteligentemente, de ‘warm ups’, fugindo assim à questão dos cachets porque esses estavam confirmados “para concertos, e não warm ups”)

Pelo meio, arranjei-lhe ainda:
- entrevistas e air play em rádios
- um videoclip para o single de apresentação

Tudo isto DE BORLA, porque, repito, estava tudo pronto e mais que certo para irmos fazer a tour de apresentação do disco, com os cachets combinados.
E eu tinha, obviamente, interesse em andar com isto pra frente, porque afinal de contas, o dinheiro viria “dos concertos já marcados”, portanto, fiz o que pude...

No final de Dezembro, o sr Paulo obrigou LITERALMENTE a banda a deslocar-se ao Porto para um concerto de apresentação no Hard Club e outro em Lisboa, no Hard Rock, e quis fazê-lo de borla – sem pagamento de cachets.

Foi aqui que recusei, porque achei que era um abuso.
Então, através de mails da conta de mail da banda (que eu próprio criei e por isso, tinha password) descobri um sem número de mentiras e falcatruas, comigo e com muitas outras pessoas, o que fez com que aí me apercebesse do tipo de pessoa que este senhor é...

Moral da história: não o confrontei logo, e fiz o jogo dele, perguntando sempre coisas acerca das datas, da editora, da label, dos concertos, etc.
Ele mente com quantos dentes tem, e eu a saber da verdade através de mails que lia.

Tenho dezenas de exemplos, DEZENAS.
Não vale a pena escrever 10 mil páginas com eles...

Quando me fartei da situação – até porque o sr. Paulo, como não tinha banda para ir fazer as datas, resolveu mentir mais uma vez e difamar a banda, inventando desculpas e coisas falsas acerca dos elementos da banda como justificação dos concertos não acontecerem – resolvi confrontá-lo com a informação que tinha lido nos mails.

- nunca existiu contracto com a EMI UK
- nunca existiu contracto com a Parlophone
- nunca trabalho nos Abbey Road Studios como tinha dito
- não é advogado na British Airways como tinha dito
- dizia que não tinha cachet mas tinha o apoio do hotel Sheragton do Porto quando na verdade reservou 4 suites de 105 euros cada uma (não sei se depois tencionava pagar ou não...)
- não existia apoios da Pepsi como tinha dito
Entre tantas outras mentiras.

Mesmo nessa altura, o sr Paulo das Neves gozou com a minha cara, dizendo que eu chamo de mentira ele cahama de “estratégia”, que se “está a cagar para se é moralmente falso ou não” e que “só lhe interessa o seu sucesso”.
Dito assim, com todas as letras.

Portanto, fiz questão de nunca mais me cruzar com ele – até porque ele fugiu para o Porto, apesar de continuar a dizer às pessoas que está em Londres – mentira – ou que o assaltaram – outra mentira – ou que “caiu no passeio e partiu a cabeça” – outra mentira, foi um ajuste de contas com outro infeliz que ele burlou.

De facto, não posso dizer que me tenha roubado material ou dinheiro vivo – mas fez-me perder meses da minha vida, enganou-me, e com isso conseguiu um disco inteiro, um videoclip, e contactos de rádios, televisão, etc.

Os contactos, felizmente as pessoas conhecem-me e perceberam o tipo de gajo que ele é – até me mostraram mails que ele enviou a inventar histórias sobre mim.
Teve azar, porque as pessoas conhecem-me e vieram logo avisar-me.

O videoclip, foi retirá-lo da net e pronto.

Mas o disco todo gravadinho, esse já lá canta. E eu sem ver um tostão – assim como o baixista do projecto, e a vocalista.
Este post serve assim para ALERTAR OUTROS MÚSICOS porque ele vai voltar a tentar – agora não, que está queimado, e anda fugido e escondido, mas daqui a uns meses, quando o pessoal se esquecer, vai regressar, talvez com outro nome (lol...) e aplicar a mesma conversa a colegas músicos.

NÃO ACREDITEM NESSE GAJO.

Ele já tentou formar a banda Electric Blue, que eu saiba, 3 vezes, tendo eu sido o mais recente baterista enganado.

Depois disto tudo acontecer, tive N pessoas que me disseram que já sabiam como ele era porque também tinham sido enganados.
Ora a essas pessoas, só tenho a dizer que deviam tornar isto público, e não ter vergonha de ter sido enganados.

Acho que qualquer músico iria querer participar num projecto com tantas “garantias" e coisas já marcadas, com cachets aliciantes, etc.
Quanto a provas, as poucas que ele disponibilizou eram FALSAS, mas existiam, e eram convincentes.

Portanto, CUIDADO.
Ele não presta mesmo.
Além de tudo isto, está metido em N burlas, mas sobre isso, cada um que se chegue à frente e FALE, ESCREVA, MOSTRE!!!

Esta foi a minha história com esse personagem.
Fica o relato, para que saibam com quem lidam.

NOTA: pesquisem um pouco sobre ele em fóruns, e vão ficar a saber muito mais.
Mas tenho esperança que os que foram engandos e andam caladinhos, a espreitar estes posts, na esperança de alguém fazer justiça por eles, se cheguem à frente e partilhem também as suas histórias.
As pessoas têm o direito de saber com o que lidam; e os burlados têm o dever de divulgar isso.

https://www.facebook.com/groups/burlasmusicais/permalink/1478225592397807/"


Texto da autoria de André Conceição.
avatar
barollo
Guitar Hero

Post Count : 1622
Idade : 38
Localização : Porto
Guitarra : Fender USA Telecaster Deluxe '10; Fender USA Stratocaster Deluxe '99; Fender Stratocaster USA Blackie '04; Gibson Les Paul BFG '07; Gibson Les Paul Standard '04; Gibson Les Paul Std '95; Gibson Les Paul Classic 1960 '92; Gibson SG Standard '95; Martin D1-E '09; Takamine FP400SC '93.
Guitarrista : Indefinido
Data de inscrição : 05/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Burlas Musicais em Portugal

Mensagem por PedroGRock em Ter Fev 16 2016, 12:55

foi exactamente esse texto que li, nesse mesmo grupo. porque raio esse grupo foi fechado?
avatar
PedroGRock
Guitarrista viciado

Post Count : 862
Idade : 27
Localização : Por ai, ou por aqui
Guitarra : afinada
Guitarrista : Indefinido
Data de inscrição : 01/05/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Burlas Musicais em Portugal

Mensagem por kouros em Ter Fev 16 2016, 13:42

Ele deve ter contactado o facebook a dizer que é o novo CEO e que queria essa página removida.

tongue
avatar
kouros
Guitar GOD

Post Count : 3066
Idade : 33
Localização : Alverca
Guitarra : Sim
Data de inscrição : 13/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Burlas Musicais em Portugal

Mensagem por PedroGRock em Ter Fev 16 2016, 13:46

ah, deve ter sido isso
assim está explicado albino albino
avatar
PedroGRock
Guitarrista viciado

Post Count : 862
Idade : 27
Localização : Por ai, ou por aqui
Guitarra : afinada
Guitarrista : Indefinido
Data de inscrição : 01/05/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Burlas Musicais em Portugal

Mensagem por Slider56 em Ter Fev 16 2016, 15:14

Costuma dizer a sabedoria popular..."Tantas vezes vai o cântaro à fonte,que um dia parte-se...!"

Tantos que esse gajo vai lixando que qualquer dia se algum maduro lhe fizer a folha feio e forte não me admirava nada!!!

...também já não seria o primeiro!

_________________
http://www.oficinadaguitarra.com/

Is baile ina bhfuil an croí...
Gura slán an scérlai
avatar
Slider56
ADMINISTRADOR

Post Count : 11131
Idade : 61
Localização : Almada City and suburbs...
Guitarra : Quite a lot!!!
Guitarrista : Vocal/Ritmo
Data de inscrição : 29/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Burlas Musicais em Portugal

Mensagem por mpexus em Ter Fev 16 2016, 16:14

Agora que li (o PM enviado antes) eu acho que tinha já tinha lido isto mas foi há algum tempo atrás certo? 2 anos??


Ok, primeiro ensaio e apercebo-me que o outro guitarrista não sabia coisa nenhuma que ia embora. O meu pensamento foi "fod@se, tão a ser fdds para ele. Mas não estou nem ai, o problema não é meu, deixa me fazer o meu trabalho" escreveu:

Isto é um conselho ou melhor... um reparo meu pq conselhos se fossem bons vendiam-se e não se davam.

Nas costas dos outros vejo as minhas, ou seja.. a filha da putice que estavam a fazer ao outro era logo sinal que te iam fazer a ti se não lhes interessasse... e ao que parece foi basicamente o mesmo que te fizeram certo? O problema passou a ser teu embora na altura não te tenhas apercebido disso. Foge sempre de pessoas que tratam assim outras, pq se fazem a umas fazem a todos, nós não somos especiais... isto são pessoas que se conseguirem ter aproveitamento teu és um bacano, quando deixam de precisar não interessas... já apanhei disto e há muitos anos que fujo de merda assim.. seja emprego seja o que for, és visto como algo e não como uma pessoa.
avatar
mpexus
Guitar Hero

Post Count : 1001
Idade : 90
Localização : Lisboa
Guitarra : Ibanez
Guitarrista : Indefinido
Data de inscrição : 18/09/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Burlas Musicais em Portugal

Mensagem por bytewax em Qua Fev 17 2016, 02:21

Esta iniciativa é muito boa aqui no fórum. Quanto a tudo o que li e apesar de ele não burlar em dinheiro, nestes casos específicos, burla em propriedade intelectual e portanto passa a ser a mesma coisa. Eu já sofri n tentativas de burla, principalmente no Olx mas no meu caso não foram tão hardcore como as do Mr. JP que realmente deverá ter algum problema mental sério. Eu não conheço o gajo felizmente mas parece-me mais um wannabe que acaba por ter de se meter em situações limite para mascarar as mentiras. Enfim partilhem.

Deixo aqui um conselho para os menos experientes e que tb estava no grupo do face que fecharam. Eu era membro. O que digo abaixo teve a ver com certas experiências que tive:

OLX, custo justo, foruns, etc
- Nunca fazer transf. bancária para pagar um item que depois virá pelo correio
- Nunca enviar um item sem confirmar a transferência na nossa conta a partir do site do banco e não em comprovativos de email que podem facilmente ser falsificados.
- Se é barato demais está fdd de certeza
- um bom negócio não é comprarmos por uma bagatela - é os dois realizarem um bom negócio
- se o anúncio está mal escrito com português manhoso ou se nos contactos com vendedores/compradores existir de alguma forma um tom ameaçador do género: "ou fazes a transf ou não há negócio" "tem de fazer já a transf." "para que quer os meus dados" entre outras - fujam desta gente.
- se pedem informações e notam que o vendedor foge às v/ perguntas
- se a história é estranha demais

Já tive uma situação de burla com trabalho e resolvi dizer aos burlões que tinham 2 dias para passar os cheques respectivos às minhas comissões, caso contrário, e como tinha estado no tribunal do trabalho da parte da manhã, metia-lhes um processo e pedia indemnização por danos morais e psicológicos... Quando disse isto e já andavam a fugir de mim há 2/3 meses
apareceram no dia a seguir às 9 da manhã com os cheques.
avatar
bytewax
Guitarrista dedicado

Post Count : 703
Idade : 39
Localização : Barra - Aveiro
Guitarra : Tele AS | Classic Vibe 60 | Yamaha FG730S
Guitarrista : Indefinido
Data de inscrição : 15/11/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Burlas Musicais em Portugal

Mensagem por PedroGRock em Qua Fev 17 2016, 02:37

Sim, isso é verdade mpexus, mas como eu já andava há algum tempo a procura de uma banda de baile para tocar nem fiz caso do assunto, até me darem a facada pelas costas. Estes senhores não me enganam mais.

Eu nesse aspecto, em comprar coisas em segunda mão, nunca vou em cantigas de pagas e depois envio, prefiro pagar um bocadinho mais de portes, e receber a encomenda a cobrança. Se não aceitarem, fica para outro dia o negócio
avatar
PedroGRock
Guitarrista viciado

Post Count : 862
Idade : 27
Localização : Por ai, ou por aqui
Guitarra : afinada
Guitarrista : Indefinido
Data de inscrição : 01/05/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Burlas Musicais em Portugal

Mensagem por barollo em Qua Fev 17 2016, 02:42

Há caloteiros e burlões em todo o lado!

edit: quanto à questão das compras/vendas no Olx e afins - admito que sou um pouco menos cuidadoso do que deveria ser. Prefiro pagar antecipadamente por transferência bancária o montante acordado do que enviar à cobrança, por exemplo - os portes são mais caros e acho que não se justifica. Agora, antes de fazer qualquer negócio, "investigo" os interessados: redes sociais, Google, etc.
Felizmente, muitas das vezes, encontram-se informações valiosas acerca desses interessados, o que faz avançar ou não com os negócios. Assim como os fóruns, caso do Guitarradas, em que ao trocar informações se descobrem muitos "caloteiros" espalhados pelo país fora. Foi assim que descobri o Paulo motricidade, de Castelo Branco, que gosta de "comprar tudo" à cobrança e que depois não levanta o material nos CTT porque acha que os portes são caros. Para esse tipo, por exemplo, nunca enviarei nada.
Para ele e outros...
avatar
barollo
Guitar Hero

Post Count : 1622
Idade : 38
Localização : Porto
Guitarra : Fender USA Telecaster Deluxe '10; Fender USA Stratocaster Deluxe '99; Fender Stratocaster USA Blackie '04; Gibson Les Paul BFG '07; Gibson Les Paul Standard '04; Gibson Les Paul Std '95; Gibson Les Paul Classic 1960 '92; Gibson SG Standard '95; Martin D1-E '09; Takamine FP400SC '93.
Guitarrista : Indefinido
Data de inscrição : 05/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Burlas Musicais em Portugal

Mensagem por Lucas Valente em Qua Fev 17 2016, 04:05

Eu recebi "N" contactos de um Paulo Motricidade pelo Olx quando estava a vender a squier. Primeiro queria que baixasse de preço, depois de duas semanas sem responder queria que enviasse à cobrança. Eu pedia a morada e o pagamento dos portes primeiro e depois demorava mais duas semanas para responder para dizer que preferia pagar tudo quando recebesse...

Eu pedia a morada e nada! Ainda bem que não fiz negócio com ele.
avatar
Lucas Valente
Guitar Hero

Post Count : 1297
Idade : 22
Localização : Porto
Guitarra : Classic Vibe Telecaster Custom, Squier Telecaster Affinity with Bare Knucles and Seymour Duncan
Guitarrista : Lead
Data de inscrição : 13/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Burlas Musicais em Portugal

Mensagem por PedroGRock em Qua Fev 17 2016, 04:23

Vai na volta e era o nosso amigo Paulo das Neves. Fizeste bem em não ter avançado com isso Lucas
avatar
PedroGRock
Guitarrista viciado

Post Count : 862
Idade : 27
Localização : Por ai, ou por aqui
Guitarra : afinada
Guitarrista : Indefinido
Data de inscrição : 01/05/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Burlas Musicais em Portugal

Mensagem por barollo em Qua Fev 17 2016, 04:31

Esse gajo é outro dos calotes famosos. Uma vez, tentou comprar-me uns afinadores que tinha à venda, à cobrança. Comunicamos sempre por mail, e ele sempre respondeu de forma rápida. Antes de enviar os ditos, enviei-lhe um mail para confirmar a encomenda.
Respondeu que afinal não serviam para a guitarra dele. Portanto, iria ficar a ver navios se enviasse os afinadores... Vindo deste gajo, nem me importei em lhe responder. A partir daí, nem respondo às perguntas desse tipo.
avatar
barollo
Guitar Hero

Post Count : 1622
Idade : 38
Localização : Porto
Guitarra : Fender USA Telecaster Deluxe '10; Fender USA Stratocaster Deluxe '99; Fender Stratocaster USA Blackie '04; Gibson Les Paul BFG '07; Gibson Les Paul Standard '04; Gibson Les Paul Std '95; Gibson Les Paul Classic 1960 '92; Gibson SG Standard '95; Martin D1-E '09; Takamine FP400SC '93.
Guitarrista : Indefinido
Data de inscrição : 05/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Burlas Musicais em Portugal

Mensagem por barollo em Qua Fev 17 2016, 04:38

Por acaso, não é o das neves. Até o paulo das neves se queixava deste gajo! ehheheh Razz já diz o povo: "ladrão que rouba a ladrão..." Smile
avatar
barollo
Guitar Hero

Post Count : 1622
Idade : 38
Localização : Porto
Guitarra : Fender USA Telecaster Deluxe '10; Fender USA Stratocaster Deluxe '99; Fender Stratocaster USA Blackie '04; Gibson Les Paul BFG '07; Gibson Les Paul Standard '04; Gibson Les Paul Std '95; Gibson Les Paul Classic 1960 '92; Gibson SG Standard '95; Martin D1-E '09; Takamine FP400SC '93.
Guitarrista : Indefinido
Data de inscrição : 05/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Burlas Musicais em Portugal

Mensagem por PedroGRock em Qua Fev 17 2016, 04:50

então, pois tá claro que se queixava, concorrência é sempre lixado lol! lol!
avatar
PedroGRock
Guitarrista viciado

Post Count : 862
Idade : 27
Localização : Por ai, ou por aqui
Guitarra : afinada
Guitarrista : Indefinido
Data de inscrição : 01/05/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Burlas Musicais em Portugal

Mensagem por barollo em Qua Fev 17 2016, 05:00

LOL Razz
avatar
barollo
Guitar Hero

Post Count : 1622
Idade : 38
Localização : Porto
Guitarra : Fender USA Telecaster Deluxe '10; Fender USA Stratocaster Deluxe '99; Fender Stratocaster USA Blackie '04; Gibson Les Paul BFG '07; Gibson Les Paul Standard '04; Gibson Les Paul Std '95; Gibson Les Paul Classic 1960 '92; Gibson SG Standard '95; Martin D1-E '09; Takamine FP400SC '93.
Guitarrista : Indefinido
Data de inscrição : 05/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Burlas Musicais em Portugal

Mensagem por mpexus em Qua Fev 17 2016, 05:11

Eu por acaso os negócios que fiz via OLX em que paguei sempre primeiro não me posso queixar, mas sei que estava sujeito... até me deslocava ao balcão do banco da pessoa para depositar em numerário para que assim ficasse logo disponivel, enviava depois o comprovativo por email e dizia para checarem a conta que já lá tinham o dinheiro, no dia seguinte cá estava a embalagem em correio verde.

Tive inclusive um gajo de Viseu a quem eu comprei um Duncan Distortion que me enviou o pickup sem eu sequer ter tido tempo de ir ao banco, disse que confiava em mim, estava a sair para ir ao balcão do banco dele quando recebo o email.

Agora também isto são valores baixos e arrisquei uma vez em 80 e tal € e o item nem sequer era para mim.

Em relação aos envios à cobrança... acho que ficou ai comprovado que não tem segurança rigorosamente nenhuma e até pode ter custos Wink
avatar
mpexus
Guitar Hero

Post Count : 1001
Idade : 90
Localização : Lisboa
Guitarra : Ibanez
Guitarrista : Indefinido
Data de inscrição : 18/09/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Burlas Musicais em Portugal

Mensagem por barollo em Qua Fev 17 2016, 05:41

custos redobrados! Wink
avatar
barollo
Guitar Hero

Post Count : 1622
Idade : 38
Localização : Porto
Guitarra : Fender USA Telecaster Deluxe '10; Fender USA Stratocaster Deluxe '99; Fender Stratocaster USA Blackie '04; Gibson Les Paul BFG '07; Gibson Les Paul Standard '04; Gibson Les Paul Std '95; Gibson Les Paul Classic 1960 '92; Gibson SG Standard '95; Martin D1-E '09; Takamine FP400SC '93.
Guitarrista : Indefinido
Data de inscrição : 05/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Burlas Musicais em Portugal

Mensagem por Alberto Soares em Qua Fev 17 2016, 07:25

Caríssimo, quando tinha a minha classic vibe à venda, recebi várias mensagens desse Motricidade, ou o raio que o parta! O gajo é um ganda chato!
Fica aqui um link dos anúncios do malandro! Razz

https://olx.pt/ads/user/Azhl/
avatar
Alberto Soares
Guitarrista de fim-de-semana

Post Count : 138
Idade : 30
Localização : Beja
Guitarra : Telecaster
Guitarrista : Indefinido
Data de inscrição : 02/01/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Burlas Musicais em Portugal

Mensagem por barollo em Qua Fev 17 2016, 07:30

Ainda bem que postaste os anúncios desse vigarista. Assim ficamos todos a saber!
avatar
barollo
Guitar Hero

Post Count : 1622
Idade : 38
Localização : Porto
Guitarra : Fender USA Telecaster Deluxe '10; Fender USA Stratocaster Deluxe '99; Fender Stratocaster USA Blackie '04; Gibson Les Paul BFG '07; Gibson Les Paul Standard '04; Gibson Les Paul Std '95; Gibson Les Paul Classic 1960 '92; Gibson SG Standard '95; Martin D1-E '09; Takamine FP400SC '93.
Guitarrista : Indefinido
Data de inscrição : 05/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Burlas Musicais em Portugal

Mensagem por Lucas Valente em Qua Fev 17 2016, 07:32

Mesmo Alberto! Fixe
avatar
Lucas Valente
Guitar Hero

Post Count : 1297
Idade : 22
Localização : Porto
Guitarra : Classic Vibe Telecaster Custom, Squier Telecaster Affinity with Bare Knucles and Seymour Duncan
Guitarrista : Lead
Data de inscrição : 13/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Burlas Musicais em Portugal

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum